O que deve ser considerado ao se reformar uma casa


Nem sempre as pessoas querem optar por uma nova construção. Encarar novamente uma bateria de projetos e todo aquele processo de construção que pode ir de meses a anos pode parecer cansativo antes mesmo de pensar em recomeçar. Portanto, quando se quer dar uma nova cara ao ambiente em que se mora a saída é reformar. Identificar que o necessário é que o seu imóvel esteja merecendo certas modificações. De modo que, ao longo dos anos ou novas mudanças na família, como a chegada de um bebê, tenham os espaços e amenidades necessários para todos. Mas assumir o caminho da remodelação precisa de planejamento, tempo e economia.


É melhor reformar ou construir nova casa?

A primeira coisa que você deve considerar é se realmente vale a pena modificar a casa em que já se vive, ou se definitivamente seria melhor procurar um novo local. Por isso, é indispensável que, mesmo pensando no que quer modificar, procurar um profissional da arquitetura que está preparado para te orientar no que pode e o que não pode ser feito. Além de trazer inúmeras possibilidades positivas ainda não imaginadas pelo morador.

O profissional pensará muito bem nos espaços que você tem, como você poderia melhorá-los e, acima de tudo, a longo prazo, se eles ainda são suficientes, mesmo com a chegada de um novo membro da família, por exemplo. Se for esse o caso, prepare-se mental e economicamente, pois o processo pode ser longo e difícil.

Sem pressa!

Aproveite o tempo para planejar e decidir o que deseja mudar e como você vai fazer isso. Procure um arquiteto e pense muito com ele, para saber se o que você quer mudar é viável, ele é o melhor profissional para te ajudar e aconselhar sobre o assunto. Tenha em mente que existem certas coisas em edifícios que não podem ser modificados. Verifique também se as instalações elétricas e de encanamento devem ser atualizadas, porque às vezes isso é mais urgente do que mudar a cor de uma parede. Portanto, é melhor priorizar as diferentes etapas do trabalho.

Tenha em mente que uma reformar pode custar muito, dependendo do que você deseja fazer.

Da mesma forma, é melhor ter um orçamento bem definido para que você conheça o que quer na reforma e possa orçar em diferentes lugares o valor total da construção. À medida que esses tipos de mudanças levam algum tempo, sempre tenha um orçamento para comparações. Lembre-se de que os preços dos materiais estão sujeitos a aumento ou queda no mercado. Pode parecer um caminho árduo, mas não deixe de confrontar orçamentos pedindo para que as lojas cubram esses preços.

Tempo e inconveniência.

Depois de saber o que fazer, é importante que você forneça um tempo estimado para a conclusão do trabalho. Tenha em mente que durante essas semanas você terá pessoas trabalhando em casa, fazendo barulho e ficando sujas. Se a reforma que deseja fazer seja bem feita, pode durar vários meses e ser muito invasiva. Por isso, se possível, é melhor encontrar um lugar para ficar enquanto estiver.

Certifique-se de que tudo o que você faz é regulamentado.

No Brasil existem várias restrições e condições no caso de iniciar um novo projeto ou remodelar o imóvel. Se você mora em apartamento, informe sempre a administração. Da mesma forma, é importante que você conheça os requisitos mínimos de segurança, detritos e impacto ambiental podem gerar multas. Por exemplo, se você estiver modificando uma fachada, você sempre deve ter uma lona/proteção para proteger os transeuntes.

Esse é outro caso em que a procura de um profissional é indispensável, ele também orientará sobre o que deve ser feito para estar dentro das regulamentações e não pôr em risco sua vida, a de terceiros e a construção existente.


Texto readaptado
Fonte: 44arquitetura.com.br